Alterações logísticas no período de jogos olímpicos, foram propostas pelo Sistema FIRJAN. Encaminhadas à prefeitura como forma de adaptar o sistema viário durante os Jogos Olímpicos e Paralimpíadas. Os eventos serão realizados na cidade do Rio de Janeiro. As medidas incluem, principalmente, a restrição de tráfego de cargas no Centro e na Zona Sul, das 6h às 21h.

No entanto, a circulação estaria liberada para caminhões de pequeno porte, das 11h às 17h.

Segundo o presidente do Sindicato da Indústria de Bebidas em Geral do Município do Rio de Janeiro (Sindibebi), Armando Salgado, as negociações do setor produtivo com a prefeitura irão minimizar os efeitos das restrições sobre a atividade produtiva. “A prefeitura entendeu as demandas e tem dialogado com os empresários, percebendo que é necessário fazer adaptações”.

Além disso, são estudadas ainda medidas de redução dos impactos no polo industrial de Jacarepaguá. Local onde devem ser criadas rotas alternativas para acesso da indústria ao local e de outras regiões menos impactadas pelos Jogos Olímpicos.

Palavra do Especialista – Alterações logísticas no período de jogos olímpicos

Riley Rodrigues, especialista da Gerência de Ambiente de Negócios e Infraestrutura da Federação, comentou sobre o assunto. Segundo ele, as propostas devem “viabilizar a logística dos Jogos. Ou seja, conforme pretendido pela prefeitura, minimizar os riscos de desabastecimentos e paralisação da produção”.

A partir do diálogo da Federação com o governo municipal, a intenção é garantir o melhor funcionamento da cidade. Além disso, espera-se a redução de 14 dias do período de restrições à circulação de veículos de carga. Que terá vigência entre 18 de julho e 18 de setembro.

Originalmente, a proposta era que o tráfego de cargas estaria vedado das 6h às 21h em um polígono de 320 km. Entretanto, com o acolhimento de sugestões da FIRJAN, essa restrição valerá apenas para as regiões do Centro e da Zona Sul. Ainda com exceção dos caminhões de pequeno porte (Veículos Urbanos de Carga – VUC) e veículos utilitários de carga. Esses modelos poderão circular entre 11h e 17h.

Por outro lado, nas demais áreas, incluindo a Avenida Brasil, os veículos de carga serão permitidos das 10h às 16h, além do período noturno, aumento de 9 para 15 horas diárias no período de circulação diária.