Category: Blog
direcao e alcool 1000x667 - Casos de alcoolemia serão julgados com mais rapidez em São Paulo

Casos de alcoolemia serão julgados com mais rapidez em São Paulo

 O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran SP) criou a 2ª Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari). Em primeiro lugar,  acelerando o julgamento dos motoristas que são flagrados dirigindo sob efeito de álcool ou outras substâncias psicoativas. Além daqueles que se recusam a realizar o teste do bafômetro. Portanto, casos de alcoolemia serão julgados com mais rapidez em São Paulo.

A iniciativa dobra a capacidade de julgar os recursos de multas. Da mesma forma, a suspensão e cassação do direito de dirigir dos autuados pela Lei Seca no Estado de São Paulo.

Em novembro de 2015, o Detran SP criou a 1ª Jari de Alcoolemia e Substâncias Psicoativas em uma ação pioneira no país. Ou seja, concentrando os julgamentos de casos relacionados ao tema. Até fevereiro de 2016, foram analisados 1.577 recursos, uma média de 400 casos por mês. No entanto, antes da centralização, eram cerca de 380 julgamentos mensais e o objetivo é que a 2ª Jari agilize ainda mais esse processo.

De acordo com a nova Lei Seca, o motorista que for flagrado dirigindo sob efeito de álcool ou outras drogas psicoativas recebe multa de R$ 1.915,40. Além de responder pelo processo de suspensão do direito de dirigir pelo período de um ano. Da mesma forma ocorre para aqueles que se recusam a fazer o teste do bafômetro.

O condutor também pode responder por crime de trânsito. Isso se for constatada a embriaguez com uma quantidade superior a 0,33 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou por exame clínico.

Quem for autuado pela Lei Seca tem direito à defesa em três instâncias. Ou seja, antes da conclusão do processo de suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Portanto, casos de alcoolemia serão julgados com mais rapidez em São Paulo.

Diferenças entre os tipos de manutenções veiculares - Diferenças entre os tipos de manutenções veiculares

Diferenças entre os tipos de manutenções veiculares

Conheça as diferenças entre os tipos de manutenções veiculares: No país, já são mais de 49 milhões de veículos de passeio nas ruas, segundo último levantamento do DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito), de janeiro deste ano. Com tantos veículos em atividade, não são poucos os serviços de reparação necessários e disponíveis no mercado automotivo.

No entanto, o que muitos motoristas não sabem é que existem tipos diferentes de manutenção e períodos específicos para cada uma. Pensando nisso, o CESVI BRASIL preparou algumas dicas que explicam as diferenças e quando procurar pelas manutenções preditivas, preventivas e corretivas.

Durante a manutenção preventiva, que como o próprio nome diz é realizada mesmo quando o veículo não apresenta nenhum problema no intuito de preveni-lo. Portanto, o motorista deve ficar atento ao prazo dado pelas montadoras. Isso está disponíveis no manual do proprietário. Consequentemente, fazendo as revisões periódicas e assim não perdendo nenhuma data ou quilometragem especificada.

Entre os diferentes tipos de manutenção, essa é a mais indicada para manter a segurança do veículo, a qualidade de performance e conservação do carro. Para não chegar ao ponto de ocorrer falhas ou quebras de peças.

O que diz Alessandro Rubio, coordenador técnico do CESVI BRASIL:

Nesse processo, é essencial que o motorista também monitore e verifique se, de fato, a montadora revisou os itens dispostos nos manuais. É nesta etapa em que as peças e fluidos são verificados pela equipe técnica. A fim de prevenir eventuais problemas mecânicos.

É durante a manutenção preventiva que a preditiva pode ser realizada. Portanto. nesta etapa, é realizada uma análise das peças do carro por técnicos especializados. Em primeiro lugar, é realizado um monitoramento minucioso dos componentes do veículo, com o objetivo de identificar e avaliar peças que estão no final de sua vida útil. Ou seja, caso isso não seja realizado, os danos podem ser maiores, o que levaria a uma manutenção corretiva. Em outras palavras, saber quais peças estão mais desgastadas é essencial para evitar gastos extras.

Qual manutenção é mais cara?

O terceiro tipo de manutenção, e também a mais cara, segundo é a corretiva. Além disso, a prática consiste em todo tipo de reparação parcial ou troca completa da peça para a restauração imediata do veículo. Ou seja, só é realizada quando o problema existe e a troca de alguma peça for imprescindível para que o veículo volte a funcionar. No entanto, por terem a necessidade de uma reparação emergencial e pela possibilidade de extensão de avarias para outros componentes, a manutenção corretiva muitas vezes acaba encarecendo os custos e estendendo o tempo que o carro fica parado. Portanto causando ainda mais dor de cabeça ao motorista.

O especialista comenta a importância de cada uma das manutenções e quando utilizar cada uma. As manutenções preventivas e preditivas são importantes e fundamentais para manter as boas condições do carro. Além de garantir a segurança no trânsito. Cada uma, no entanto, tem as suas particularidades. Por exemplo, as manutenções preventivas e preditivas existem para evitar imprevistos. Por outro lado, a corretiva, tem objetivo de reparar para que o veículo volte a rodar.

Confira a lista com as diferenças entre os tipos de manutenções veiculares  recomendadas pelo CESVI BRASIL para uma manutenção preventiva:

Troca de óleo

Principal responsável por manter a lubrificação interna do motor. Portanto, o óleo deve ser substituído seguindo as recomendações do fabricante do óleo e as especificações da montadora. Evitando assim que haja deterioração do produto o que pode acarretar em atrito entre as partes mecânicas e o desgaste prematuro dos componentes.

Dica: verifique periodicamente o nível do óleo do veículo. Caso ele esteja baixo, vale levar o carro ao mecânico da sua confiança para identificar a causa.

Líquido de arrefecimento

É importante verificar o nível do reservatório de arrefecimento do motor. Esse fluido faz parte de um sistema que tem a função de manter o motor em temperatura ideal de trabalho. Evitando um superaquecimento que danificaria as demais peças importantes para seu funcionamento.

Dica: Fique sempre atento à qualquer indicação de superaquecimento do motor. Essa indicação pode ser feita através de luzes indicativas ou por meio de indicadores de temperatura no painel de instrumentos do veículo. A avaliação periódica do nível do reservatório também é recomendada.

Filtro de óleo

Responsável por eliminar eventuais impurezas contidas no óleo. Como por exemplo, as partículas de metal geradas pela fricção das peças móveis internas do motor.

Dica: Recomenda-se fazer essa troca periodicamente ou sempre quando se substitui o óleo por outro de especificação diferente do utilizado anteriormente. Isso evita que as sujeiras não danifiquem itens específicos, como pistão e válvulas do motor.

Filtro de ar

Outro item responsável por barrar impurezas. O filtro de ar do motor bloqueia as partículas do ar que é aspirado pelo motor do veículo, deixando apenas o ar puro ir para a câmara de combustão.

Dica: A falta de troca desse componente pode dificultar a entrada de ar no motor e provocar o aumento do consumo de combustível.

 

 

Gostou das diferenças entre os tipos de manutenções veiculares?

Trânsito brasileiro já matou mais de 12 milhão de pessoas - Trânsito brasileiro já matou mais de 1.2 milhão de pessoas

Trânsito brasileiro já matou mais de 1.2 milhão de pessoas

O trânsito brasileiro já matou mais de 1.2 milhão de pessoas. Com base nesse número, o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) em pronunciamento no plenário do Senado pediu uma atuação mais efetiva do governo federal e da sociedade. Acima de tudo, em relação à enorme tragédia que é o trânsito brasileiro.

O senador defende que o governo federal estabeleça metas efetivas relacionadas à duplicação das rodovias em auto-estradas. Além de mais fiscalização em relação ao uso de bebidas alcoólicas por parte dos condutores. Assim como o controle de velocidade dos veículos. Ou seja, defende ainda o incremento da infraestrutura. Além de priorizar estradas mais seguras e a adoção de políticas que levem também à fabricação de veículos mais seguros por parte das montadoras.

Raupp lembra que desde 1980, segundo números oficiais, mais de 1,2 milhão de brasileiros morreram em acidentes.  Além de 24 milhões terem ficado feridos, muitos deles com sequelas graves para o resto da vida.

Resumindo, é possível acabar com esta tragédia. A União Européia diminuiu de 117 mortes a cada 1 milhão de habitantes no ano 2000, para 51 mortes na mesma proporção. Acima de tudo, tendo como base a adoção de políticas de prevenção, conscientização e melhoria da infraestrutura naquele continente.

Ele também lamentou a repetição de números trágicos durante o feriado da Páscoa na BR-364, a principal de Rondônia. No entanto, apelidada pelos próprios rondonienses como “a rodovia da morte”.

É triste e assustador saber que o trânsito brasileiro já matou mais de 1.2 milhão de pessoas, portanto, medidas devem ser tomadas com relação a essa questão.

Scania lança ônibus que pode tirar até 135 carros das ruas 1000x667 - Scania lança ônibus que pode tirar até 135 carros das ruas

Scania lança ônibus que pode tirar até 135 carros das ruas

Incentivo ao transporte coletivo com os veículos biarticulados Scania. É um ônibus de 28 metros de comprimento, que transporta 270 pessoas e é capaz de tirar das ruas até 135 carros com duas pessoas, ou 68 automóveis com 4 ocupantes.

Este é o ônibus biarticulado F 360 HA, o mais novo veículo da Scania destinado ao uso em corredores exclusivos do sistema BRT (Bus Rapid Transit). Portanto, o impacto desse tipo de produto nas grandes cidades representa um incentivo ao transporte coletivo e à harmonia entre os modais de transporte. Buscando soluções para os desafios urbanos modernos e a redução de emissões.

O BRT vem ganhando espaço como solução viável para a mobilidade eficiente nas médias e grandes cidades. Atualmente, 27 cidades somam 61 projetos. O sistema é similar ao metrô, mas com custos operacionais até 10 vezes mais baixos e tempo de implantação de apenas 18 meses. Portanto, com esse modelo de transporte urbano é possível ter segurança, qualidade, integração intermodal, rapidez e conforto. Ou seja, com a elevada demanda de passageiros, cada vez mais são necessários veículos com maior capacidade.

O que diz o diretor de Vendas da Scania no Brasil, Silvio Munhoz:

O biarticulado Scania é uma solução eficaz e rápida para a população. Além de mais econômica e rentável para o operador, no transporte de alta capacidade. Nosso modelo tem um motor de grande porte, mas de baixa rotação, caixa automática e suspensão a ar. Acima de tudo, agora temos uma completa gama para o transporte urbano a partir de 12 metros. Além disso, trazemos para o biarticulado a tradicional redução de custo operacional dos ônibus Scania. Resumindo, cada componente foi projetado para aumentar seu desempenho e definir padrões de classe mundial para a economia de combustível, dirigibilidade, confiabilidade e disponibilidade.

O biarticulado Scania F 360 HA 8×2 segue os padrões de BRT do manual da Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus (Fabus). Da mesma forma, adotado pela grande maioria das cidades brasileiras. A norma prevê corredores exclusivos com plataformas de embarque e desembarque elevadas. Portanto, requer veículos com piso alto, no mesmo nível da plataforma, a fim de facilitar o embarque e desembarque.

Biarticulado Scania: ideal para a mobilidade urbana eficiente

A novidade da Scania, o modelo F 360 HA, de piso normal, tem motor de 360cv e desenvolve torque de 1.850Nm (o maior da categoria). Isso em baixas rotações, para economizar combustível. Entretanto, o propulsor está localizado na parte frontal do veículo e privilegia o salão de passageiros. Além de permitir melhor acessibilidade entre os três vagões do veículo. O bloco está perfeitamente dimensionado para a capacidade de passageiros e carga. Resumindo, constitui, enfim, um pacote de vantagens que eleva a produtividade para o operador.

O câmbio automático escolhido é o B 516R de seis marchas, da Allison, com retardador de alta durabilidade. Ele é compatível com o alto torque, de fácil manutenção e baixos custos operacionais. Sua arquitetura inteligente se adequa para economizar combustível. Além de reduzir a carga no motor, quando o veículo estiver parado.E faz a seleção dos momentos ideais de troca de marcha e garante maiores velocidades médias e tempos menores de percurso.

vantagens dos biarticulados:

O veículo tem configuração 8×2 de 43,5 t de capacidade de carga (maior do mercado), que permite levar 270 passageiros ao longo de seus 28 metros de comprimento. Além disso, o custo passageiro/km de um biarticulado pode chegar a até 40% menos que o de um articulado. Ele pode ainda, substituir praticamente dois articulados. As carrocerias disponíveis são Neobus e Caio.

O F 360 HA 8×2 sai de fábrica com sistema de articulação seguro com monitoração. Além do elevado nível de conforto, maior estabilidade para o veículo e segurança para os passageiros. Ainda possui suspensão a ar com quatro bolsões nos eixos traseiros, freios a tambor com sistema eletrônico EBS. Ou seja, diminui o tempo e a distância de frenagem, ABS, controle de tração e o freio auxiliar Scania Retarder.

Em primeiro lugar, ele pode utilizar cinco portas com vão livre de 1.100mm para facilitar o total acesso do passageiro e movimentação interna confortável. Segundo, nas estações de parada com menor demanda, o veículo pode utilizar as mesmas três ou quatro portas dos articulados. O que não exige nenhuma mudança nas estações para poder operar. Portanto, com sua lotação máxima de 270 passageiros, o biarticulado Scania pode levar de 20 a 25 segundos no tempo de desembarque. Resumindo, vantagem que garante menos tempo perdido e maior velocidade.

 

Gostou da ideia do incentivo ao transporte coletivo com os veículos biarticulados Scania?

Economia fraca derruba circulação de caminhões em estradas sob concessão 1000x665 - Economia fraca derruba circulação de caminhões em estradas sob concessão

Economia fraca derruba circulação de caminhões em estradas sob concessão

Diminuição da circulação de caminhões em estradas. A recessão econômica tem seus reflexos também na circulação de veículos pesados em rodovias sob concessão. Entretanto, as passagens de caminhões e ônibus nas praças de pedágio diminuíram 5,6% entre janeiro e março. Números então, comparados com o mesmo período de 2015. Já o movimento de veículos leves teve queda de 0,5%.

Read More

Veículos novos poderão receber placas padrão Mercosul ainda neste ano - Veículos novos poderão receber placas padrão Mercosul ainda neste ano

Veículos novos poderão receber placas padrão Mercosul ainda neste ano

Veículos novos poderão receber placas padrão Mercosul. A Resolução do Contran que prorrogou de 2016 para 2017 a instalação das placas padrão Mercosul em veículos. É o que prevê o Projeto de Decreto Legislativo 312/16 em tramitação na Câmara dos Deputados. Portanto, uma vez aprovado, estabelece a adoção imediata do novo modelo de identificação de automóveis.

O que diz Roberto Sales – Parlamentar (PRB-RJ)

Roberto Sales, há flagrante afronta ao prazo e às especificações pactuados entre os Estados partes do Mercosul, os quais foram consolidados na Resolução 33/14, do Grupo Mercado Comum, órgão decisório executivo do Mercosul.

A padronização permitirá a leitura e a identificação das placas em qualquer um dos países que compõem o Mercosul. Portanto, facilitará sobremaneira a fiscalização pelos órgãos de trânsito e pelas autoridades policiais, quando for o caso. Além dos elementos de segurança existentes nas novas placas, como faixa holográfica, QR Code e ondas sinusoidais, que dificultam a clonagem e falsificação.

Além disso, o novo modelo contém sete caracteres alfanuméricos, com combinação aleatória. Isso aumenta exponencialmente o número de combinações possíveis, evitando, assim, o esgotamento do sistema. Sendo assim, é de interesse comum que a implantação do sistema ocorra no prazo mais rápido possível, para que a sociedade se beneficie dessas vantagens.

A proposta deve ser analisada nos próximos dias pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Em seguida, pelo Plenário.

Argentina

Desde o início deste mês, veículos emplacados já contam com a nova placa. O primeiro lote já foi enviado para a Associação dos Concessionários de Automóveis da Argentina (Acara).

A Argentina acelerou as novas identificações por um problema logístico: o sistema atual tinha apenas 17,5 milhões de combinações e, em junho de 2014, restavam apenas 2 milhões. O novo padrão de identificação, com duas letras, três números e mais duas letras, permite mais de 450 milhões de combinações.

Uruguai

No Uruguai, os veículos recebem a nova identificação desde março de 2015. No Brasil, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou o emplacamento para 2017. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prorrogou, por meio de portaria, o prazo de adoção do novo modelo, segundo o órgão, devido à necessidade de suspensão do credenciamento das empresas fabricantes das placas para a reavaliação dos requisitos necessários estabelecidos pelo Mercosul e melhor adequação das empresas.

Número de motoristas com CNH suspensa tem arrancada em SP - Número de motoristas com CNH suspensa tem arrancada em SP

Número de motoristas com CNH suspensa tem arrancada em SP

Disparou o número de motoristas que perderam o direito de dirigir em 2015 no Estado de São Paulo. Entretanto, em comparação com 2014, a alta foi de 71,4%. Ou seja, atribuída pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-SP) ao rigor nas fiscalizações e ao novo sistema da autarquia que suspende as habilitação de forma eletrônica.

Read More

Dilma analisa projeto que aumenta penas por infrações de trânsito - Dilma analisa projeto que aumenta penas por infrações de trânsito

Dilma analisa projeto que aumenta penas por infrações de trânsito

Existem dezenas de alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB — Lei 9.503/1997) e que torna penas mais rigorosas em infrações cometidas por motoristas. A matéria inclui sanções mais severas para transporte clandestino. Além de prática de racha e dirigir embriagado. Portanto, a presidente Dilma analisa projeto que aumenta penas por infrações de trânsito

Read More

Veículos financiados e quitados devem ser desalienados alerta Detran - Veículos financiados e quitados devem ser desalienados, alerta Detran

Veículos financiados e quitados devem ser desalienados, alerta Detran

Alerta: Veículos financiados e quitados devem ser desalienados. Quando o cidadão compra um veículo financiado, no documento de propriedade é inserida a observação que vincula o bem à instituição financeira.

Após realizar a quitação das prestações, o proprietário deve se dirigir ao Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA). Em primeiro lugar, para fazer a desalienação fiduciária, ou seja, atualizar e desvincular os dados do veículo que ainda estão associados ao agente financeiro. Portanto, caso o procedimento não seja realizado, o licenciamento não pode ser emitido.

O que é necessário para isso:

Para efetuar o serviço, o motorista deve comparecer ao Detran com os seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência e Certificado de Registro de Veículo (CRV). Entretanto, para pessoa jurídica, é necessário a documentação dos sócios, cópia autenticada do contrato social e o CNPJ. Além disso, a taxa para desalienação custa R$ 46,35. Depois disso, o proprietário recebe um novo CRV sem o nome da instituição financeira. Podendo assim, comercializar ou realizar qualquer outra operação com o veículo.

O comerciante Renito Azevedo, 41 anos, pensa em vender o carro que foi financiado e esteve no departamento para regularizar a documentação. “A minha intenção é deixar tudo certinho. Portanto, estou aqui para resolver a pendência da desalienação. Consequentemente, o que facilita na hora da transferência do documento do veículo para o novo proprietário”.

De acordo com a coordenadora da Central de Atendimento do Detran, Alba Valéria Sodre, a financeira é obrigada a informar ao órgão a quitação do débito. Ou seja, para que este registro seja lançado no sistema de dados e deixe de constar no documento do veículo. “Caso não seja repassada a informação, o proprietário deve procurar a instituição financeira. Além de apresentar os comprovantes de pagamento, para dar baixa na dívida. Acima de tudo, para executar a atualização dos dados cadastrais do veículo junto ao órgão de trânsito”.

Portanto, fica o Alerta: Veículos financiados e quitados devem ser desalienados.

Aplicativo Carro 100 orienta motorista sobre revisão do veículo - Aplicativo Carro 100% orienta motoristas sobre revisão do veículo

Aplicativo Carro 100% orienta motoristas sobre revisão do veículo

Verificar as condições de itens de segurança do veículo ajuda na segurança do trânsito. Além de dirigir de forma consciente, respeitando a sinalização e limites de velocidade nas vias. Portanto, o aplicativo Carro 100% orienta motoristas sobre revisão do veículo.

Para facilitar o motorista a cuidar do carro, o programa Carro 100%, criado pelo  GMA – Grupo de Manutenção Automotiva – criou o check-up virtual por meio do aplicativo Carro 100%. Que está disponível gratuitamente para smartphones (Android e IOS). Além de  poder ser baixado pelo site www.carro100.com.br.

Read More