Um trânsito seguro e com condutores cada vez mais conscientes. Esse o principal objetivo das ações educativas do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) junto às crianças. “Com certeza, as crianças levam informações relevantes sobre a conduta que deve ser adotada no trânsito. Portanto, é um investimento importante do o Governo do Paraná faz. Ou seja, através do Detran, para que elas fiquem bem informadas sobre um trânsito compartilhado de atitude respeitosa”. Conta o diretor-geral da autarquia, Marcos Traad. Portanto, o Detran destaca importância de ações educativas junto às crianças.

As ações da Coordenadoria de Educação para o trânsito ocorrem de forma continuada. Da mesma forma, dentro ou fora do ambiente escolar, para que a vivência das crianças com o trânsito aconteça ao longo de todo o seu desenvolvimento.

O que diz o psicólogo do Detran Fabiano Xisto Correia:

A aprendizagem vai além do que elas devem fazer no trânsito. Portanto, é direcionada, principalmente, a atitudes para ser um cidadão dentro dessa coletividade. “As crianças em fase de desenvolvimento vivenciam um momento de ampliação do universo de informações. Em outras palavras, onde o brincar se torna um importante meio para que elas compreendam o mundo no qual estão inseridas. Além de trabalhar valores e sentimentos”.

Para promover esta formação, o Detran desenvolve projetos que incluem a temática no conteúdo escolar de forma interdisciplinar e oferece capacitação aos professores. No entanto, apenas em 2015 mais de 20 mil alunos da rede pública de ensino, em 167 municípios do Estado, tiveram atividades em sala. São estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, de escolas municipais, que têm a oportunidade de trabalhar o tema trânsito. Além disso, em 2014, o projeto chegou a 134 municípios e envolveu 34.669 alunos.

Visita guiada

Lançado no final de maio, o projeto “Conhecendo o Detran e o BPTran” atende alunos do 5° ao 9° ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Neste período, 500 crianças já estiveram no Departamento em apenas um mês e meio. Ou seja, participando da visita guiada.

As crianças conhecem a vistoria de veículos, têm instrução teórica no auditório e visitam o pátio de veículos apreendidos. Fazem também uma vistoria simulada e conhecem o Batalhão de Trânsito. Assim como as viaturas e as motos usadas pelos policiais.

“Toda abordagem educativa tem como finalidade, orientar o cidadão, seja ele motorista, pedestre ou ciclistas. Podendo então, estimular uma convivência mais harmoniosa no trânsito”. Explica o soldado Gerson Teixeira do BPTran.

Pensando na fiscalização cidadã, cada aluno recebe um bloco de minimulta. Ou seja, a brincadeira é uma ação educativa criada pelo Detran para permitir que os jovens observem as infrações de trânsito cometidas por familiares e amigos e exijam, como penalidade, sanções que variam de balas a chocolates, de acordo com a infração. Sendo assim, Detran destaca importância de ações educativas junto às crianças, permitindo uma educação no trânsito desde cedo.