Mais 32 municípios da Grande São Paulo e do Vale do Paraíba terão, a partir desta semana, o sistema informatizado de distribuição de exames de aptidão física e mental. Ou seja, são obrigatórios em processos de primeira habilitação, renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e adição de mudança de categoria. Então, o Detran-SP amplia sistema de distribuição de exames médico e mental.

A ferramenta será utilizada nas unidades de trânsito de Aparecida, Arujá, Bananal, Caçapava, Cachoeira Paulista. Assim como Caieiras, Campos do Jordão, Cruzeiro, Cunha, Diadema, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato. Além de Franco da Rocha, Guararema, Guaratinguetá, Itapevi, Jacareí, Jandira, Juquitiba, Lorena, Mairiporã. Pindamonhangaba, Piquete, Poá, Santa Isabel, São Bento do Sapucaí, São Caetano do Sul, São José dos Campos, São Luiz do Paraitinga, Suzano, Taubaté e Tremembé. Portanto, nesses municípios há 139 médicos credenciados junto ao Detran.

O projeto foi iniciado em setembro do ano passado e implantado em 12 municípios da GSP. Ou seja, escolhidos para o teste pela quantidade de habitantes. O sistema será utilizado em todas as unidades de trânsito gradativamente.

A distribuição dos exames é feita aleatoriamente pelo sistema para médicos credenciados pela autarquia nos respectivos municípios. A indicação dos profissionais já é feita de forma equitativa, entretanto, manualmente.

Neiva Aparecida Doretto, diretora-vice-presidente do Detran-SP

“Por se tratar de uma perícia médica, condicionada a aprovação ou reprovação, o exame deve ter como premissas básicas a impessoalidade e a imparcialidade”. Esse é mais um passo no aprimoramento da formação dos condutores, essencial para melhorarmos a segurança no trânsito.

Durante o atendimento no processo de emissão da CNH ou da renovação do documento, o usuário informará a data e o horário de preferência para realizar a avaliação médica. Além da saída da unidade de trânsito com protocolo que terá o nome o profissional designado. Assim como endereço e contatos da clínica, data e horário agendados.

Apenas o médico designado conseguirá fazer o envio do exame do cidadão ao Detran.SP pelo sistema e-CNHsp que registra todo o processo de habilitação. Se for necessário reagendar o exame, o cidadão poderá marcar uma nova data na unidade de trânsito ou diretamente junto à clínica médica para o qual foi encaminhado.

Portanto, o Detran-SP amplia sistema de distribuição de exames médico e mental.