A injeção direta e o turbo são alternativas criadas pelas montadoras para tornar os motores mais compactos sem interferir na potência. Além disso, a injeção direta também foi aplicada com o intuito de amenizar a emissão de poluentes, mas estudo realizado pela TUV Nord  (empresa alemã de transporte e logística) afirma que estes motores podem emitir até mil vezes mais partículas cancerígenas ao ser comparados com motores convencionais movidos a diesel.

De que forma a injeção direta pode poluir mais?

O estudo explica que nesses casos o cilindro necessita de mais pressão para funcionar, portanto mais partículas são geradas e lançadas ao ar. Os motores de gasolina, por sua vez, não possuem filtros de partículas, diferente dos motores a diesel. Entretanto, uma solução para diminuir os poluentes seria a obrigatoriedade de filtros de partículas para carros a gasolina, o que também não implicaria no desempenho do veículo.

A injeção direta trabalha com injetor localizado dentro da câmera de combustão. Isso não exige a entrada de combustível pela válvula de admissão, como nos motores comuns. Ou seja, essa técnica gera explosão e aumenta a potência do carro.

Esses resultados levaram a União Europeia a dar uma atenção especial ao assunto e buscar uma solução. Somente a poluição é responsável por 406 mil mortes por ano na região. No Brasil existe a comercialização de diversos carros europeus que usam deste mesmo método para o alcance de maior potência aos veículos. No país a injeção direta já existe desde 2006.

De que forma os veículos e a poluição interfere na saúde?

A poluição de modo geral é provocada principalmente pelos veículos movidos por combustíveis fósseis, ou seja, diesel e gasolina. Quem vive nas grandes metrópoles é mais afetado por esses agentes, principalmente em épocas de baixa umidade do ar. Quando os produtores de automóveis não utilizam um sistema ativo de filtragem de poluentes as consequências para saúde são:

  • Irritação nas mucosas e nos olhos;
  • Gerar problemas cardiovasculares;
  • Diminui a qualidade de vida;
  • Altera os níveis hormonais dos homens e interfere na qualidade do sêmen;
  • Inalar metais pesados presentes no ar pode acometer doenças, como: Mal de Alzheimer, Parkinson e distúrbios de ansiedade;
  • Afeta o sistema imunológico, pois diminui as funções do organismo no combate aos vírus, bactérias e outros tipos de microrganismos.

O que achou da matéria: Motores podem emitir até mil vezes mais partículas cancerígenas? Caso tenha alguma dúvida, estamos a total disposição para te atender. Entre em contato e saiba tudo sobre leis, novidades e dicas de transito. Acima de tudo, confira todas as nossas matérias. Nelas constam tudo o que você precisa saber para estar de acordo com as leis, ficar por dentro das dicas. Além de manter a sua segurança e dos demais motoristas e pedestres.