Padronização das placas facilita a vida de motoristas e pedestres. Cores, formatos, tamanhos e até o posicionamento das placas de trânsito são pensados para passar informações ao motorista da melhor maneira possível. Em suma, as regras que norteiam essas particularidades estão no Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Confira padronização das placas facilita a vida de motoristas e pedestres:

  • As placas redondas com fundo branco e indicações em preto e/ou vermelho mostram ao motorista o que ele deve ou não fazer. Ou seja, ignorá-las pode gerar multa.
  • A cor vermelha alerta sobre o perigo. As de proibição, como restrição ao estacionamento ou à buzina, têm aquela barra diagonal sobre o símbolo.
  • Em rodovias, as placas são amarelas porque a cor chama mais a atenção para potenciais perigos. Portanto, é a mais fácil de ver à noite. Ou seja, quando se destaca ao refletir o facho dos faróis.
  • Os losangos advertem para sequências de curvas. Além de existência de lombadas, ou risco de haver animais na pista.
  • A cor verde, por sua vez, é utilizada nas placas que indicam direção, saídas e entradas de bairros, cidades. Além disso, podem trazer alguma informação sobre o caminho. Algumas podem ocupar toda a largura da via.
  • No caso de avisos que não representam perigo, como proximidade de postos de combustível, restaurantes ou a existência de pontos turísticos, o fundo das placas é azul.

 

O que achou da matéria: Padronização das placas facilita a vida de motoristas e pedestres? Caso tenha alguma dúvida, estamos a total disposição para te atender. Entre em contato e saiba tudo sobre leis, novidades e dicas de transito. Acima de tudo, confira todas as nossas matérias. Nelas constam tudo o que você precisa saber para estar de acordo com as leis, ficar por dentro das dicas. Além de manter a sua segurança e dos demais motoristas e pedestres.