A partir de agora, motoristas envolvidos em acidente de trânsito sem vítima podem agora registrar a ocorrência diretamente pela internet por meio do sistema lançado pela Polícia Rodoviária Federal. Portanto, basta acessar o endereço www.prf.gov.br/acidente. Ou seja, lá, o usuário envolvido vai obter uma declaração eletrônica de acidente de trânsito (e-DAT), que substitui o boletim que vinha sendo elaborado pessoalmente pelos policiais rodoviários federais.

A ferramenta pode ser utilizada em casos de acidentes sem nenhuma pessoa ferida ou morta, com até cinco veículos envolvidos e que não tenham provocado danos ao meio ambiente ou ao patrimônio público. Ocorrências que envolvam vazamento de produtos perigosos ou veículos oficiais não podem ser registradas através do novo sistema. O mesmo acontece nos casos de colisões em que há algum crime relacionado, como embriaguez, por exemplo.

Gratuita, a e-DAT será emitida em até cinco dias úteis, após validação da PRF. Cada envolvido pode fazer sua própria declaração. Se houver acordo entre as partes, pode ser feito um único documento com os dados de todos os envolvidos. A declaração eletrônica é um documento reconhecido pelos demais órgãos e pelas seguradoras de veículos.

Segundo informações da Polícia Militar do Paraná, em casos de acidente de trânsito, as recomendações são as seguintes:

Acidente Sem Vítima:

  1. Retire os veículos da via para que o trânsito não seja interrompido;
  2. Anote informações e dados dos condutores e veículos que estiverem envolvidos, além do local e horário do acidente;
  3. Dirija-se ao BPTran para registrar o acidente e retirar o BAT (Boletim de Acidente de Trânsito), não esquecer de levar a CNH e CRLV.

No caso de rodovias, o prazo máximo para se acessar o endereço www.prf.gov.br/ em caso de acidente e fazer a declaração eletrônica do acidente é de 60 dias.

Acidente Com Vítima(s):

  1. Sinalize o local do acidente (ligue o pisca alerta e coloque o triângulo numa distância segura, no mínimo 30 metros);
  2. Acione o socorro médico, ligue 193 (SIATE);
  3. Preserve o local, não movimente os veículos;
  4. Não movimente as pessoas feridas;
  5. Aguarde a chegada do socorro médico e da Polícia Militar.

Com informações da PRF e da Polícia Militar do Paraná